Quando você precisa mais do que a massagem

Seja nutricionista,psicólogo, ortopedista, fisioterapeuta ou outra especialidade, o massagista deve encaminhar o cliente para outro profissional quando necessário.

Seja nutricionista,psicólogo, ortopedista, fisioterapeuta ou outra especialidade, o massagista deve encaminhar o cliente para outro profissional quando necessário.

Uma das coisas mais normais no que se refere a atendimentos com massagem ou até mesmo outros tipos de terapias complementares (como auriculoterapia) é o profissional ser visto pelo cliente como multifuncional, ou seja, na posição de fornecer orientações em diferentes campos. Você, como profissional, se vê consultado para questões de nutrição, ortopedia, fisioterapia e psicologia; embora o papel que o cliente costuma projetar com mais frequência para o profissional seja o de psicólogo.

Por mais, porém, que possamos dar algumas orientações (nunca prescrições) em relação a alguns pontos, é imprescindível que o massagista/terapeuta seja ético e honesto o suficiente para encaminhar seu cliente para algum outro profissional quando necessário. Algumas vezes não se trata de “passar” o cliente para as mãos de outro profissional, mas perceber que ele(a) precisa complementar o tratamento atual com massagem com outro tipo de tratamento. Naturalmente que, dependendo do que se tratar, é preciso muita delicadeza para isso. Isso acontece principalmente no que se refere a encaminhar o cliente para tratamento psicoterapêutico.

Algumas vezes, contudo,  talvez seja necessário encaminhar o cliente para outro profissional de terapia complementar ou massagem devido a trabalhar com uma técnica que, ao seu ver, oferecerá melhores resultados para o que o cliente precisa. Por exemplo, você pode julgar que seu cliente de massagem poderá se beneficiar de um tratamento com acupuntura. Se você não trabalha com acupuntura, deveria indicar algum colega acupunturista ou, na falta de um colega para indicar, sugerir ao cliente que procure um. Se ele(a) não souber onde encontrar um bom profissional, você pode se oferecer para pesquisar.

Há, contudo, quem não indique outros profissionais por receio de perder o cliente. Médicos, inclusive, fazem isso. Alguns, em atitude de grande arrogância, sequer se mostram dispostos a interagir com outro colega de profissão para colaborar no tratamento do paciente. Mas será ético ver seu cliente (ou paciente no caso dos médicos) sofrer de maneira prolongada por um problema que poderia ser resolvido de maneira mais breve?

Durante meu estágio em ambulatório com auriculoterapia, nunca hesitei em, com delicadeza, sugerir a clientes com problemas de depressão, por exemplo, que buscassem ajuda com outro tipo de profissional mais competente. E nos eventos em que trabalhei com massagem e os clientes me perguntavam sobre seus problemas de coluna e musculares, tampouco hesitei em sugerir que procurassem se consultar com um ortopedista.

Como cliente, é importante que a pessoa entenda que massagem nem sempre é a saída milagrosa e encaminhamento para outro profissional não é de forma alguma indicação de incompetência do profissional. Trata-se acima de tudo de uma demonstração de preocupação pelo seu bem-estar e melhora.

Assepsia

g_20100706_172727_28

Durante minha formação em shiatsuterapia, um de meus professores comentou sobre como já atendera clientes que se incomodaram com a questão de ter seus pés limpos com álcool antes do início da sessão. Alguns sentiram-se até mesmo um pouco incomodados.

Bem, meus caros clientes, imagine o que é para um profissional atender, por exemplo, alguém que chegou da rua de chinelo/sandálias com as solas dos pés sujas de poeira, sujeira, água de esgoto e etc? E no caso de você estar de sapato, seus pés podem estar suados, com cheiro e etc.

O profissional (o bom profissional) também higieniza suas próprias mãos antes de iniciar qualquer sessão; idealmente lavando com água e sabão e, por fim, passando um pouco de álcool 70º. Isso é muito importante, principalmente se ele(a) já atendeu outros clientes antes de você.

É complicado pedir ao cliente que venha de banho tomado à sessão (visto que muitos vêm de outros compromissos, como trabalho), embora, convenhamos, vir a uma sessão com o corpo completamente suado da academia seria um exagero.

Mas a questão toda é uma de higiene e proteção.

Não se ofenda ao ter seus pés limpos antes da sessão. Fique é preocupado se o profissional não fizer isso, ainda mais se você perceber que seus pés estão, sim, sujos da rua. Mas fique atento! Limpar os pés com água ou até mesmo lenços perfumados (algo que vi durante um curso) não mata as bactérias. O ideal é que seja usado álcool 70º, o mesmo utilizado em hospitais.

Além do relaxamento

610112769296393

Quando você pensa sobre massagem, aposto que a primeira palavra que vem a sua mente é “relaxamento”.  E uma das primeiras ideias que lhe ocorre é que se trata de algo que “serve” para você dormir. Bem, precisamos falar um pouco sobre isso.

O primeiro ponto a ser discutido é o de que massagem serve apenas para relaxar, o que não é verdade. Contrário do que muitas pessoas acham, existem vários tipos de massagem, e cada um deles tem um propósito. De fato, a maioria proporciona relaxamento, mas seus efeitos vão além disso. Entre os efeitos gerais de uma massagem podemos citar:

*melhora do metabolismo;

*estímulo da circulação;

*reforço ao sistema linfático;

*redução dos níveis de ansiedade e estresse;

*alívio ou até mesmo eliminação de tensões musculares;

*melhora da qualidade do sono (ajudando no tratamento contra insônia);

*maior consciência corporal (o que lhe permite identificar pontos doloridos);

* redução do sentimento de carência e depressão;

*tratamento de enxaquecas por origem muscular, etc.

Acha isso pouco? Talvez pense assim por não ser afetado por nenhum dos itens acima. Duvido que alguém que sofra de insônia todas as noites devido a estresse e precise ir trabalhar no outro dia morrendo de sono ache que voltar a dormir bem seja pouco. As manobras de uma técnica de massagem não são aleatórias; elas são desenvolvidas de maneira que proporcionem justamente aquilo que dizem oferecer. Não é nada holístico ou esotérico. Tudo é basicamente baseado em fisiologia e anatomia, ou seja, são fatos concretos. A massagem sueca, por exemplo, promove o alívio de enxaquecas por origem muscular ao trabalhar os músculos que se interligam e têm irradiação para a cabeça.

O segundo ponto é que relaxamento não é pouca coisa, não. Você realmente conhece os efeitos do estresse? A maioria de nós já ouviu falar de alguns deles. Mas e os efeitos a longo prazo? Gastrites…diabetes…problemas de memória…constipação…disfunções cardíacas…Você tem ideia do quanto seu estômago e intestinos são afetados por seu sistema nervoso? Você tem ideia de que pode desenvolver diabetes pelo simples fato de ter crises de insônia prolongadas? Você sabia que seu sistema imunológico pode entrar em pane, gerando várias doenças por conta de tensões nervosas e estresse acumulado? Às vezes, não adianta apenas relaxar a mente; você precisa relaxar o corpo também. A massagem, ao trabalhar os músculos, vai relaxando as fibras do seu corpo, aliviando o próprio sistema nervoso.

O terceiro ponto é: você acha que é fácil relaxar? Como massagista e observadora de meus clientes posso garantir que não. As pessoas em geral não são apenas estressadas; elas são totalmente viciadas na adrenalina gerada pelo estresse. E isso faz com que cada vez mais tenham mais pressa e fiquem mais ansiosas. Ao se verem obrigadas a parar em uma maca de massagem, as pessoas não sabem ao certo como agir. É como se toda aquela adrenalina ficasse concentrada e a pessoa tem uma enorme dificuldade para se entregar ao momento (que é seu apenas) e relaxar. Já vi clientes que, inclusive, sequer conseguiam ficar de olhos fechados tamanha sua ansiedade. Isso é um péssimo indicador. Imagine você passar por isso todo dia quando for dormir? É por esse motivo também que muitos profissionais utilizam músicas relaxantes de fundo, para ajudar a induzir o relaxamento do cliente e incentivar seu desligamento do mundo lá fora e suas ocupações.

Assim,  reconsidere não somente a limitação da serventia de uma massagem, mas também o menosprezo ao “simples” relaxamento. De maneira geral, são sempre estes aparentemente pequenos detalhes que fazem toda a diferença. Ou você acha que sua saúde não tem tanta importância assim?

MIX RELAXANTE

massage

O MIX RELAXANTE, como o nome já diz, consiste em uma sessão de massagem em que são combinadas diferentes técnicas de massagem, proporcionando um grande relaxamento ao cliente.

A duração média da sessão é 01h30, podendo ter 02h.

As técnicas de massagem utilizadas são: balinesa, havaiana, abhyanga, sueca, shiatsu e reflexologia.

Devido a utilizar manobras de massagem havaiana e abhyanga sugerimos a aplicação com óleo, mas se isso for muito desagradável ao cliente, pode-se usar creme também.

O mix é indicado especialmente para tensões nervosas, cansaço, insônia , problemas circulatórios nos membros inferiores e ansiedade.

A massagem balinesa trabalha com movimentos firmes que lembram a massagem sueca. Manobras de amassamento, deslizamento e bracelete.

A massagem havaiana trabalha com movimentos mais deslizantes e ondulantes. As manobras são aplicadas com as mãos e os antebraços.

A abhyanga entra com a parte de oleação e até mais transcendental.  Movimentos firmes e descarga de energia.

A massagem sueca emprega movimentos firmes, visando trabalhar o corpo a partir das cadeias de músculos.

O shiatsu utiliza basicamente acupressão. É a técnica mais indicada para alívio de nódulos de tensão.

A reflexologia podal trabalha os pés, estimulando a circulação nas pernas e aliviando a parte do nosso corpo que nos sustenta o dia todo.

É uma experiência que, certamente, agradará a todos.

A síndrome Phoebe Buffay

Phoebe-massage-friends-thumb-430x295-111354

 

Acredito que muitas pessoas, alguma vez em suas vidas, já assistiram episódios da série Friends, exibida atualmente somente como reprise. Entre os personagens está Phoebe, uma massagista retratada de uma maneira que coincide com um post anterior aqui do blog, ou seja, um tipo de hippie totalmente aérea e que para “piorar” ainda é vegetariana.

Ainda que em tom de comédia, esse tipo de estereótipo em nada ajuda os massagistas e terapeutas corporais da vida real, que lutam e investem bastante em divulgação para que seu trabalho seja levado a sério. Sem falar nos terapeutas holísticos, que devem se sentir absolutamente ridicularizados.

Não sei exatamente qual é a formação da personagem na série, mas eis aqui alguns fatos sobre massagistas de verdade:

1. Não, nem todos massagistas são vegetarianos;

2. Nem todos terapeutas seguem uma linha holística ou acreditam nisso;

3. Um massagista de verdade precisa de uma boa formação e ter conhecimentos de anatomia;

4. Esoterismo não anda junto com massagem;

5. Massagistas não são, em geral, hippies adeptos de uma vida totalmente natural, orgânica e etc. Muitos adoram um bom e velho hambúrguer;

6. Massagem é algo cansativo e que demanda do corpo do terapeuta. Por isso dificilmente atendem vestidos com roupa de passeio.

Como disse anteriormente, ainda que em tom de comédia, é preciso ter cuidado com esses estereótipos, pois muitas pessoas realmente formam uma imagem dos profissionais de massagem com base nesse tipo de mídia. E em um país como o Brasil, onde a maioria das pessoas ainda é muito desinformada sobre massagem, esse tipo de caracterização em nada ajuda na divulgação e no respeito em relação a nossa profissão.

 

MASSAGEM AROMATERAPÊUTICA

aromatherapy

A massagem aromaterapêutica (também conhecida como aromaterápica, aromática ou simplesmente como aromaterapia) é extremamente relaxante, atendendo a diversas necessidades.

Como o nome indica, essa técnica é fundamentada nos princípios da aromaterapia, caracterizada pelo tratamento de diferentes queixas por meio do uso de óleos essenciais.

Não estamos falando aqui de óleos ditos essenciais vendidos em qualquer lojinha esotérica e de qualidade mais que duvidosa. Mas de óleos genuinamente essenciais, produzidos a partir do princípio ativo de plantas, flores ou frutos.

Como cada óleo essencial tem suas contraindicações, o ideal seria que o cliente fizesse uma avaliação anterior à primeira sessão para que o terapeuta possa determinar os óleos mais indicados a serem usados na massagem.

As manobras usadas são basicamente as da massagem sueca, mas são também são usadas manobras de shiatsu e ativados pontos de drenagem linfática.

A massagem é realizada com óleo vegetal combinado aos óleos essenciais indicados ao cliente.

Os movimentos, apesar de fundamentados na massagem sueca, são leves e proporcionam grande relaxamento.

É preciso estar atento a algumas contraindicações, como problemas de pele, queimaduras, quimioterapia, febre e etc.

O efeito da massagem se dá não somente pelas manobras, mas pela penetração dos óleos essenciais na pele e pela inalação do aroma dos mesmos.

A duração média de uma sessão de massagem aromaterapêutica é 01h

MASSAGEM ANTIESTRESSE

agefoto_rf_photo_of_masseuse_easing_womans_back_pain

A massagem antiestresse, como o próprio nome já diz, tem como principal objetivo o relaxamento.

Entre as principais manobras aplicadas estão amassamento, deslizamento, movimentos circulares, tração e pressão.

A sessão, resumidamente, reúne manobras de três técnicas diferentes. A saber: shiatsu, massagem sueca relaxante e reflexologia.

O shiatsu entra com as manobras de acupressão (e cotovelo, se necessário).  Essa pressão do shiatsu realizada basicamente com os dedos é ótima para detectar e trabalhar pontos de tensão no corpo.

A massagem sueca relaxante entra com as manobras de deslizamento e amassamento. Caracterizada por movimentos mais firmes, a massagem sueca promove, de fato, um grande relaxamento muscular ao trabalhar cadeias inteiras de músculos

A reflexologia entra com manobras variadas realizadas nos pés.

A sessão costuma ter em média 01h30 de duração, podendo ser realizada com óleo ou creme.

Os benefícios oferecidos vão desde melhora do sono e alívio de tensão nervosa ao estímulo do sistema circulatório.