O zen da raiva: 5 dicas para superar reações negativas

buda2

por: Linda Esposito

1. Preste atenção a sua rotina matinal

A maneira como iniciamos nosso dia afeta o desenrolar do restante de nossas atividades. Programe seu alarme para despertar 15 minutos mais cedo.

Antes de sair da cama, faça algumas respirações e diga algo positivo. Por exemplo: “outro dia. Outra chance de um novo começo”. Ao se ver na correria durante o dia, lembre-se de que “há tempo o suficiente”.

2. Entre em contato com sua raiva

Faça o seguinte exercício quando você tiver pelo menos 30 minutos sem interrupção.

Encontre uma posição sentada confortável. Feche os olhos e pense em como sua raiva parece. Quais cores ou imagens você vê? Onde você armazena a raiva em seu corpo? Preste atenção à temperatura do corpo, punhos cerrados, batimento cardíaco, tensão muscular e incômodo na barriga.

Lembre-se de fazer respirações profundas durante o exercício inteiro e faça uma pausa se as sensações se tornarem intensas demais.

Quando estiver pronto, abra os olhos e respire fundo. Inspire pelo nariz e expire pela boca. Pegue um bloco de notas e registre todos seus pensamentos raivosos.

Não pense demais sobre isso – deixe os pensamentos fluírem sem editar suas respostas. Dedique pelo menos 5 minutos a essa atividade, registrando o quê, onde, quando e ao redor de quem você sente mais raiva.

Leia a lista e defina quais são seus maiores gatilhos e/ou situações para raiva. Circule os 3 principais.

Em outra folha de papel, escreva 3 estratégias para lidar com cada um deles.

Por exemplo: odeio meu emprego.

Estratégias:

  • Atualizar meu currículo sexta-feira ao meio-dia.
  • Entrar em contato com pessoas e fazer networking sobre possíveis vagas na quinta-feira às 17h.
  • Ligar para meu mentor hoje e convidá-lo para um almoço para trocar algumas ideias de trabalho.

Repita esse exercício com frequência e não se preocupe se alguns dos mesmos problemas surgirem. A solução de problemas requer prática e paciência.

3. Desconecte-se

A tecnologia nos estimula a reagir rapidamente. No momento em que recebemos aquela mensagem ou vibração do telefone, corremos para responder. Reagir impulsivamente é um gatilho para explosões de raiva. Reserve um tempo durante o dia para não verificar e-mails, sites de mídia social e mensagens de texto.

4. Treine sua mente para responder mais lentamente

Pense, fale, dirija, escreva, ouça, cozinhe, coma e caminhe mais devagar. Quando você desacelera, sente-se mais em controle de suas opções e de sua vida interior.

Deixe lembretes no computador, no painel de seu carro e na sua porta de entrada. Nossos cérebros não são treinados para lembrar muitas coisas, por isso escreva.

5. Durma

Honestamente, se tivesse de escolher apenas uma opção para administrar a raiva é dormir o suficiente. Privação de sono é um dos maiores culpados pelo mau humor, inclusive ansiedade e depressão.

Comprometa-se em dormir mais cedo durante a semana. É quase impossível fazer escolhas calmas, comedidas e responsáveis se você mal consegue manter os olhos abertos.

 

(fonte: https://tinybuddha.com/blog/the-zen-of-anger-5-tips-to-overcome-negative-reactions/)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s